Gráfico 51 – Percentual referente à percepção do risco de serem sequestradas (raptadas)

 

De 139 entrevistadas, 44,6% (62) consideram o risco de ser sequestrada (raptada) em seu local de trabalho muito pequeno, 20,9% (29) consideram este risco pequeno, 10,8% (15) consideram o risco médio, 11,5% (16) consideram o risco grande e 12,2% (17) consideram o risco muito grande.

 

De 138 entrevistadas, 49,3% (68) consideram o risco de ser sequestrada (raptada) em outros locais da cidade muito pequeno, 28,3% (39) consideram este risco pequeno, 11,6% (16) consideram o risco médio, 8,0% (11) consideram o risco grande e 2,9% (4) consideram o risco muito grande.

  

sobre-violencia

                                                                                Realização

   Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT (NUH/UFMG)

Telefone: (31) 3409-6287

Endereço: Sala 2003 Fafich,

Universidade Federal de Minas Gerais

Av. Antônio Carlos, 6.627, Pampulha,

Belo Horizonte /MG, CEP : 31270-901 

 Facebook     Youtube