Tabela 4 – Frequência e percentual de outros motivos que levaram a entrevistada a não procurar um médico

 

 

Das 35 entrevistadas que responderam a questão sobre outros motivos de não procurarem um médico: 25,7% (9) não procuraram um médico porque ficaram com preguiça; 14,3% (5) não procuraram um médico por medo do diagnóstico; 11,4% (4) não procuraram um médico por causa da vergonha/vergonha de ficar nua; 8,6% (3) não procuraram um médico porque acharam que não era grave; 5,7% (2) não procuraram um médico por causa do atendimento péssimo para as travestis; 5,7% (2) não procuraram um médico por não acreditarem que precisavam/não quis ir; 5,7% (2) não procuraram um médico porque estavam muito mal e não tinham companhia; 5,7% (2) não procuraram um médico porque deixaram melhorar naturalmente/melhoria; 2,9% (1) não procuraram um médico porque não gostam de remédio; 2,9% (1) não procuraram um médico por causa do caos do serviço público; 2,9% (1) não procuraram um médico porque preferem ir ao farmacêutico; 2,9% (1) não procuraram um médico por medo de descobrir que tem HIV/DSTs; 2,9% (1) não procuraram um médico porque têm medo de injeção; 2,9% (1) não procuraram um médico porque não é atendida imediatamente e 2,9% (2) não responderam o porquê não procuraram um médico.

                                                                                Realização

   Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT (NUH/UFMG)

Telefone: (31) 3409-6287

Endereço: Sala 2003 Fafich,

Universidade Federal de Minas Gerais

Av. Antônio Carlos, 6.627, Pampulha,

Belo Horizonte /MG, CEP : 31270-901 

 Facebook     Youtube